- História do Município
   
  - Fale com a Prefeitura

- Telefones regionais
   
  - Patrimônio Cultural

- Diário Eletrônico

- Portal da Transparência

- Decretos

- Portarias

- Documentos Públicos

- Legislação

- Licitações
   
  - Gabinete do Prefeito

- Secretarias

- Notícias

- Perguntas Freqüentes

- Mídias e Fotos
  NOTÍCIAS
     
  Prefeitura Municipal Promove Restauração e Reforma do Edifício das Escolas Reunidas de Marliéria
15/03/2018
 
     
 

O edifício sede da primeira escola de Marliéria está sendo restaurado e reformado pela Prefeitura Municipal. Falamos da sede das Escolas Reunidas de Marliéria, construída em 1935, que  conhecemos também como Semi-Internato.

A restauração do telhado e suas arandelas, foi realizada por profissionais de Marliéria, os irmãos Marcos e Flávio Ferreira, com muito profissionalismo e detalhes de precisão “cirúrgica”, exigidos em obras de restauração. A reforma e preservação da alvenaria original, está sendo realizada por profissionais da Prefeitura Municipal. O prazo previsto para a conclusão dos trabalhos é para o mês de abril/2018. Após a conclusão destes, o prédio será entregue à Secretaria de Educação, para abrigar a Biblioteca Pública Fernando Sabino, uma sala de receptivos, além de sediar a própria Secretaria de Educação.

 Trata-se de imóvel relacionado ao desenvolvimento educacional, social e cultural do município, por mais de 40 anos consecutivos, consolidado na memória e no imaginário dos antigos moradores e de seus familiares.


Este edifício foi tombado junto ao IPHAN, no ano de 2014, com empreendimento do  Conselho Municipal de Patrimônio Cultural,  decretado pela Prefeitura Municipal, objetivando a garantia de sua permanência arquitetônica e as possibilidades de sua responsabilidade, enquanto objeto de fruição cultural na valorização da memória, na conscientização da identidade local, na regulação urbana em seu perímetro de entorno,  reconhecendo-o como estrutura fundamental na garantia dos direitos dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira, em consonância com o artigo 216 da Constituição Federal de 1988.

 

Importante salientar que toda a obra está sendo financiada com recursos do Fundo Municipal de Patrimônio Cultural, recebidos através do ICMS Patrimonial, garantidos pela Lei Hobin Hood.